EPOPÉIA MAIOR

EPOPÉIA MAIOR
Vida e ensinamentos de Jesus – em metro

Os ensinamentos de Pela XXIX

O Pai e seu reino I
(Segundo o L.U.: Doc. 169-4)

A idéia de um reinado é integrante
Do entender dos povos, com certeza,
Que não dos reis refutam a nobreza
Por comandar seu rumo conflitante;

Jesus, por tal razão fez por constante
Chamar dos céus de Reino à singeleza
Que a irmandade humana instou de empresa
Do Pai na busca nobre e incessante,

Porém jamais de rei o proclamou
E a si se referia por frequente
Como Filho do Homem, que vingou

Entre os mortais, da vida no vigente,
Que era um com Ele e se mostrou
Como Ele a quem o via em consequente.

Sobre este tema, é interessante referir a João 14: 8-9:
“…Quem me viu a mim, viu também o Pai…”

Antonio Carneiro (Bélier)
V.N.Gaia – Portugal
21/06/2017

Standard

ELVIS – A mensagem viva

ELVIS – A mensagem viva

An evening prayer (original)

If I have wounded any soul today,
If I have caused one foot to go stray,
If I have walked in my own willful way,
Dear Lord, forgive!
Forgive the sins I have confessed to Thee,
Forgive my secret sins I do not see,
Oh guide watch over me and my keeper be,
Dear Lord, Lord, Amen.

Uma prece ao entardecer – em metro

Se eu houver ferido hoje uma alma,
Ou desviado alguém de boa senda,
Pautado o proceder meu na contenda
Da vida em egoismo que me açalma,

Senhor, perdoa, em tuas mãos apalma
Tais erros, aos pecados dá emenda,
Que confessei a Ti, aos mais adenda
Perdão, que eu não vejo, o ser me encalma;

Pois, dá-me a luz para que com clareza
Eu possa discernir Tua vontade
Para cumpri-la em Paz e estreiteza

Nos ínvios caminhos desta herdade:
Sê o meu guia, Amém, dá-me a devesa
Para ampliar a Fé rumo à Verdade.

Antonio Carneiro (Bélier)
V.N.Gaia – Portugal
16/06/2017

Standard

EPOPÉIA MAIOR

EPOPÉIA MAIOR
Vida e ensinamentos de Jesus – em metro

Os ensinamentos de Pela XXVIII

O rico e o mendigo
(Segundo o L.U.: Doc. 169-3)

Dos Nazaritas, que João contava,
Simão Pedro contou, logo em seguida,
Alegoria sobre a sorte havida
De alguém rico e outro alguém que mendicava:

Lázaro era este, Dives se chamava
Aquele; ambos morreram e invertida,
No seio de Abraão viram-se em vida,
Por justa lei que a eles se aplicava.

Iguala-se Abraão em atitude
Ao rico, que auxílio já negara
Quando vivia em fausta plenitude:

Da lei de Talião com que julgara
Abraão, desta história, em virtude,
Jamais Jesus seu fito apreciara.

Antonio Carneiro (Bélier)
V.N.Gaia – Portugal
13/06/2017

Standard