Dois dedos de trova

Dois dedos de trova

Libidos díspares

Enquanto o rico se arreita
Em lençóis de fino apuro,
O pobre também se deita
Numa cama de pau duro.

Antonio Carneiro (Bélier)
V.N.Gaia – Portugal
08/10/2019

Standard

A página da AFE na Europa

A página da AFE na Europa
(Poemafeano.wordpress.com)

Ave! Guerreiras, parabéns! Salve a AFE!
Ferroviária, (bi)campeã brasileira de futebol feminino!

Corinthians 0(2) X 0(4) Ferroviária
(Poema AFE 646)

Inédita vitória é alcançada,
Embalde os vaticínios pessimistas,
Pelas grenás guerreiras, dos “artistas”
Da crítica suposta abalizada:

Mais uma vez vingou nesta jornada
A máxima exposta às nossas vistas:
À véspera não contam as conquistas,
Senão ao cumprimento da empreitada.

Escreveram decerto essas meninas
O seu nome na história gloriosa
Da Ferroviária, excelsas heroínas,

Que inolvidável é, grande e formosa
Esta façanha dentre as mais supinas
Do acervo afeano em fama airosa!

ET: Talvez até mesmo o afeano mais otimista não acreditasse a priori neste esplendoroso sucesso alcançado pelas meninas grenás em plenos pagos do gigante “mosqueteiro” na tarde deste domingo, ao depois de conquistar o direito de disputar as finais do “brasileirão” feminino, onde se batem outros “papões” como o São Paulo, o Santos, o Palmeiras, o Flamengo, vergonhosamente subsidiado pela Marinha do país, e tantos mais
com orçamentos muito maiores do que o nosso humilde mas valoroso e tradicional clube araraquarense. A própria mídia já se punha em pontas de pé a alardear mais um triunfo do “timão” de mulheres, antes do início do jogo.
Mais uma vez sobrepôs-se a máxima de que ninguém morre de véspera, somente talvez o peru de Natal, como afirma o gracejo popular. Dito e feito: As valentes moças afeanas, imbuídas de muita determinação e coragem foram a campo e derrubaram o gigante, tal como Davi impôs-se a Golias.
E nós, adeptos afeanos, que podemos dizer para exaltar esta ímpar conquista, pois mais sublimá-la não será deveras possível. Possível nos é apenas regozijar com o esplendoroso sucesso e “esgoelar” com força e sem medo: AVE AFE! Parabéns, guerreiras de ouro!

Antonio Carneiro (Bélier)
V.N.Gaia – Portugal
30/09/2019

Standard